AO VIVO
Auto Programação
Liberal FM

FONE LIBERAL

WHATSAPP LIBERAL

BAIXE NOSSO APP

MÍDIAS SOCIAIS

Transforma Energia fornece energia renovável reaproveitando resíduos | Especial publicitário - Transforma Energia


Com duas plantas totalmente licenciadas em plena operação comercial e outras duas em fase de licenciamento – unidade de transbordo e Planta de Resíduos Sólidos Urbanos -, a Central de Valorização de Resíduos da Transforma Energia – localizada em Caiabu, 20 km de Presidente Prudente – apresenta-se como a melhor alternativa para municípios e empresas na destinação correta e tratamento de resíduos sólidos. Com projeto classificado como ‘modelo sustentável’, a empresa investe em estudos constantes, tecnologia de ponta, qualificação profissional e educação ambiental.

Transforma Energia contribui diretamente para minimizar efeitos da crise energética transformando resíduos em novos produtos  — Foto: Divulgação/AI

Transforma Energia contribui diretamente para minimizar efeitos da crise energética transformando resíduos em novos produtos — Foto: Divulgação/AI

Primeira empresa brasileira a desenvolver um projeto que atende em 100% o novo marco regulatório de tratamento e destinação final de resíduos, a Transforma Energia é um dos mais modernos complexos industriais de recebimento de resíduos do país.

A empresa trabalha simultaneamente em três frentes: construção civil, grandes volumes e resíduos sólidos urbanos. Com isso, abrindo a possibilidade de atender diversos segmentos – públicos ou privados – ao mesmo tempo.

Atualmente, já opera comercialmente por meio da Planta de Grandes Volumes, com capacidade de 20 toneladas por hora, e a Planta de Resíduos de Construção Civil, com capacidade de 75 toneladas por hora.

Planta de Grandes Volumes transforma madeira, sofás, armários, entre outros, em combustível para caldeiras e indústrias  — Foto: Divulgação/AI

Planta de Grandes Volumes transforma madeira, sofás, armários, entre outros, em combustível para caldeiras e indústrias — Foto: Divulgação/AI

A projeção é de colocar a Planta de Resíduos Sólidos Urbanos em operação até janeiro de 2022. “A planta de resíduos sólidos urbanos, além dos aterros sanitários que vão receber o rejeito dessas plantas, já estão em licenciamento. O completo todo estará operacional com capacidade de 500 toneladas por dia a partir do ano que vem”, pontua o diretor-presidente da Transforma Energia, Felipe Barroso.

A Transforma Energia já está apta a participar de licitações para a recepção de grandes volumes e de resíduos de construção civil. “A Central de Valorização de Resíduos foi concebida para ter um conceito de sustentabilidade. Desta forma, ela vai receber tanto resíduo do Poder Público quanto do setor privado. Todo esse material vai ser processado e reutilizado para atender o novo marco regulatório”, expõe Barroso.

Resíduos convertidos em energia e novos materiais

A Planta de Resíduos da Construção Civil da Transforma Energia recebe restos de demolições, reformas e outros itens desse segmento, que são descartados diariamente pelas obras espalhadas por todas as cidades.

Esses rejeitos são transformados em pedra, areia e brita. Assim, podem novamente ser comercializados para o próprio setor da construção civil. De baixo custo e com alta capacidade de recebimento e processamento, a planta industrial opera com o triplo de volume de resíduos produzido pela cidade de Presidente Prudente, por exemplo.

Transforma Energia utilizará os produtos processados para erguer a estrutura que abrigará sua nova planta  — Foto: Divulgação/AI

Transforma Energia utilizará os produtos processados para erguer a estrutura que abrigará sua nova planta — Foto: Divulgação/AI

Já o reaproveitamento de armários, camas, sofás, portas, entre outros materiais, é feito pela Planta de Grandes Volumes. Após o processamento, o material com alto poder calorífico pode ser utilizado por indústrias e diversos tipos de empresas.

O resultado é a oferta de produto mais vantajoso em relação ao bagaço de cana-de-açúcar e lenha, materiais que são empregados em larga escala na região, até então.

“O bagaço de cana tem 1,8 mil quilocalorias (kcal), ou seja, uma tonelada desse resíduo vai produzir esse volume de energia. Já uma tonelada do nosso produto gera 4.780 Kcal”, aponta Barroso.

Outra vantagem, é a queda do gasto com transporte. “Como o nosso material tem um poder calorífico maior do que o bagaço de cana, é possível transportar maior volume de energia mantendo o mesmo peso final de carga. Ou seja, reduz custo de frete, pois você põe mais energia em um mesmo caminhão para transportar”, exemplifica.

“É importante pontuar que o nosso insumo energético não vai competir com outros produtos. Pois, ele vai se somar ao bagaço de cana e ao cavaco contribuindo na geração de mais energia para o sistema”, frisa Barroso.

Em breve, municípios da região de Presidente Prudente contarão com uma solução altamente viável e totalmente dentro das normas ambientais e aéreas para a destinação correta de resíduos sólidos urbanos. A Transforma Energia iniciou a construção de uma estação de transbordo com capacidade de receber 480 toneladas por dia.

Com o licenciamento já em andamento, o serviço poderá ser contratado por prefeituras e, assim, evitar multas, processos judiciais e endividamento com obras de grande porte e de longa duração de execução. A meta é colocar a unidade em funcionamento em prazo máximo de três meses.

A estação de transbordo servirá como ponto de transferência intermediário de resíduos coletados nas cidades, criados em função da considerável distância entre a área de coleta e o local de destinação final.

“Enquanto o nosso aterro sanitário em nossa planta industrial não fica pronto, vamos receber os resíduos sólidos urbanos das prefeituras e levar para um aterro sanitário terceirizado totalmente legalizado e licenciado. Cabe salientar que esse transbordo atende a legislação em todo seu aspecto, principalmente na questão de ter uma distância de 20 quilômetros do Aeroporto [Estadual Adhemar de Barros] de Prudente. Não causando interferência em nenhum aeródromo”, explica Felipe Barroso.

Ao licitar serviços de transbordo e destinação de resíduos, as prefeituras precisam ficar atentas a uma exigência do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) do Comando da Aeronáutica (Comaer) para o licenciamento ambiental de empreendimentos com potencial atrativo de fauna em Área de Segurança Aeroportuária (ASA).

A área escolhida pela Transforma Energia para a implantação da estação de transbordo conta com localização estratégica que vai de encontro com as diretrizes estabelecidas pelo Plano Intermunicipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PIGIRS), que serve como guia principal para a tomada de decisões do Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos do Oeste Paulista (Cirsop), formado por 11 municípios da região.

“Nós estamos posicionados no baricentro do consórcio, ou seja, estrategicamente na melhor posição para receber esse resíduo dos municípios consorciados”, pontua Barroso.

Sustentabilidade e educação ambiental

Aumentar a gama de produtos extraídos por meio do reaproveitamento dos resíduos para comercialização em diferentes setores e, ao mesmo tempo, minimizar cada vez mais possíveis impactos ao meio ambiente com a meta de zerar o pequeno passivo de rejeitos que ainda restar para evitar a utilização de aterros. Pensando nisso, a Transforma Energia e o Instituto Transforma – braço socioambiental de educação, comunicação e cultura da empresa – apostam na celebração de parcerias com importantes universidades e institutos de educação.

Recentemente, promoveu o 1º Fórum de Engenharia e Desenvolvimento Regional em parceria com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo (Crea-SP) visando a discussão de soluções para o tratamento e destinação correta de resíduos sólidos urbanos.

Em parceria com a Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Presidente Prudente, a Transforma Energia trabalha no desenvolvimento de uma nova cultura de gestão dos resíduos e de educação ambiental. Envolvendo 12 cursos em diferentes tipos de pesquisas, a ideia é desenvolver projetos que despertem a atenção para uma nova forma de viver, produzir e consumir com sustentabilidade, ou seja, sem desperdícios e poluição ao meio ambiente.

Seguimos engajados na concepção de educação ambiental como transformadora de toda uma sociedade, diz Felipe Barroso  — Foto: Foto:Divulgação/AI

Seguimos engajados na concepção de educação ambiental como transformadora de toda uma sociedade, diz Felipe Barroso — Foto: Foto:Divulgação/AI

Vista pelos municípios como propulsora da ‘evolução regional’, a Transforma Energia trabalha de forma constante na qualificação profissional de seu quadro de colaboradores modificando o cenário de emprego na região.

“Temos como uma das metas principais a contratação de mão de obra de moradores dos municípios onde estamos inseridos. Desta forma, podemos contribuir com a geração de emprego e renda, com carteira assinada dentro de um ambiente de trabalho seguro. Buscamos sempre valorizar os nossos colaboradores por meio de capacitação constante para que possam ter um horizonte de crescimento dentro da empresa”, pontua Felipe Barroso.

Como forma de atestar que é possível e viável a utilização de material reaproveitado de restos de construção civil, a Transforma Energia utilizará os produtos processados em sua Planta de Resíduos de Construção Civil (RCC) para erguer a estrutura que abrigará sua nova planta: a de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU).

Em outra frente, lançou a ação ‘Transforma de Portas Abertas’ para o recebimento gratuito de resíduos de construção civil e de grandes volumes de prefeituras e empresas parceiras durante a Semana Mundial da Limpeza. A Transforma Energia será a responsável em realizar o processamento de todo o material para a produção de energia renovável.



Fonte: G1

FACEBOOK

Contato Ouvinte:
(18) 3822-1218
(18) 99668-9200 (Whatsapp)
liberalfm@liberalfm.com.br

Contato Comercial:
(18) 3821-4340
luisjacon@liberalfm.com.br
luisjacon@hotmail.com

Onde Estamos:
Rua Monte Castelo, 941 – Centro,
Dracena – SP, CEP: 17900-000.

BAIXE NOSSO APP

MÍDIAS SOCIAIS

Liberal FM - Todos os Direitos Reservados.