AO VIVO
Auto Programação
Liberal FM

FONE LIBERAL

WHATSAPP LIBERAL

BAIXE NOSSO APP

MÍDIAS SOCIAIS

Após determinação judicial, universidade é obrigada a reintegrar alunos expulsos por envolvimento em castração irregular de cão em república


Por meio de nota, a Unoeste enviou o seguinte posicionamento ao G1:

“O retorno ocorreu em razão de liminar concedida pelo Poder Judiciário que suspendeu os efeitos da decisão de desligamento. Continuamos trabalhando para a formação profissional ética, com responsabilidade social e ambiental”.

O G1 questionou a universidade sobre a data do retorno dos alunos e a resposta foi de que a “Justiça determinou retorno imediato, que ocorreu no início desta semana”.

Nesta sexta-feira (20), a Unoeste ainda pontuou ao G1 que vai recorrer da liminar que suspendeu os efeitos da decisão de desligamento dos estudantes.

Os quatro estudantes são alunos dos cursos de medicina veterinária e zootecnia e foram indiciados pela Polícia Civil pelo crime de maus-tratos a animal doméstico.

O cachorro foi resgatado no dia 14 de junho deste ano pela Polícia Militar Ambiental. O animal passou por uma castração, de forma irregular, em uma república de estudantes universitários, em Presidente Prudente.

O procedimento foi filmado e as imagens foram publicadas nas redes sociais, o que gerou grande repercussão (veja o vídeo abaixo).

Cachorro foi castrado em uma república de estudantes universitários

Cachorro foi castrado em uma república de estudantes universitários

Nas imagens, é possível ver o cachorro em dois momentos:

  • O primeiro, antes de ser sedado. Uma pessoa fala: “Últimos momentos do cachorro branco estar feliz. Preparando o centro cirúrgico”. Ao fundo, é possível ver uma mesa e alguns materiais e ouvir a pessoa rindo;
  • Já na mesa, a mesma voz relata que nunca viu o cachorro tão “quietinho”. “O que aconteceu? Você não tem mais o controle do seu corpo? Você está drogado? O que foi?”, fala a pessoa, enquanto ri novamente.
Materiais usados na castração foram localizados na república — Foto: Polícia Ambiental

Materiais usados na castração foram localizados na república — Foto: Polícia Ambiental

Como os cães foram encontrados

Os policiais encontraram dois cães no quintal, sendo um deles de cor branca, da raça labrador, “aparentando estar sedado e com dificuldade de locomoção e com uma sutura próximo ao órgão genital, aparentando ter sofrido castração”.

“Foi localizada também a mesa em que foi feito o procedimento cirúrgico, bem como os materiais utilizados como luvas cirúrgicas, gazes sujas de sangue, embalagens com agulhas, fio de sutura, seringas e em uma lata de lixo estava o testículo do animal”, explicou a Polícia Ambiental.

A corporação afirmou também que um médico veterinário foi até o local e atestou que o animal havia sido submetido ao procedimento de castração.

O profissional também é membro do Conselho Municipal de Proteção Animal e dirigente do grupo de proteção animal “Beco da Esperança”, que ficou responsável pelo cão até sua total recuperação.

O cachorro, que foi batizado de Bud, já foi adotado por um empresário de Presidente Prudente.

Quando a castração foi descoberta, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) também emitiu nota de repúdio sobre o caso e cobrou a adoção de “providências cabíveis” da Unoeste.

Durante um mês, a Polícia Civil apurou o caso e concluiu que houve a prática de maus-tratos a animal doméstico. Os quatro investigados foram indiciados no mês de julho.

Universidade havia expulsado estudantes envolvidos em castração irregular de cachorro — Foto: TV Fronteira/Reprodução

Universidade havia expulsado estudantes envolvidos em castração irregular de cachorro — Foto: TV Fronteira/Reprodução

O comunicado sobre a expulsão dos estudantes foi feito na noite do dia 15 de junho. “Pelo fato de a conduta dos envolvidos ir totalmente contra os princípios institucionais da universidade, a medida mais drástica que poderia ser aplicada é a expulsão”, esclareceu a Unoeste na época.

A nota ainda afirmava que a instituição lamentava profundamente a atitude dos envolvidos na castração irregular e nos maus-tratos a um cão, fato esse ocorrido fora do ambiente da universidade.

“Por isso, comunicamos a expulsão dos envolvidos, já que tal acontecimento não condiz com os nossos princípios institucionais. Desejamos profundamente que fatos como este não se repitam em qualquer lugar do planeta, e reforçamos aqui o nosso compromisso de lutar para que os animais recebam todo cuidado e carinho que merecem”, concluiu a Unoeste na ocasião.


FACEBOOK

Contato Ouvinte:
(18) 3822-1218
(18) 99668-9200 (Whatsapp)
liberalfm@liberalfm.com.br

Contato Comercial:
(18) 3821-4340
luisjacon@liberalfm.com.br
luisjacon@hotmail.com

Onde Estamos:
Rua Monte Castelo, 941 – Centro,
Dracena – SP, CEP: 17900-000.

BAIXE NOSSO APP

MÍDIAS SOCIAIS

Liberal FM - Todos os Direitos Reservados.