AO VIVO
Auto Programação
Liberal FM

FONE LIBERAL

WHATSAPP LIBERAL

BAIXE NOSSO APP

MÍDIAS SOCIAIS

Justiça recebe denúncia contra homens acusados de assassinar travesti em Presidente Prudente


A Justiça recebeu nesta terça-feira (17) a denúncia formulada pelo Ministério Público Estadual (MPE) contra os dois homens acusados de assassinar uma travesti, em Presidente Prudente (SP), e os réus passaram a responder pelo crime de homicídio, com três qualificadoras, e ainda por ocultação de cadáver.

Segundo o MPE, as qualificadoras são:

  • motivo fútil;
  • uso de meio cruel; e
  • impossibilidade de defesa da vítima.

O crime ocorreu no mês de junho deste ano e a denúncia foi feita pelo promotor de Justiça Claudinei de Melo Alves Junior.

De acordo com o MPE, foi apurado que, aparentemente, os acusados resolveram matar a vítima com a intenção de não pagar por um programa sexual.

Ainda conforme a Promotoria, a vítima não era uma pessoa violenta e não conseguiu reagir ao ataque dos homens. A travesti foi atingida por socos, chutes e golpes com uma chave de fenda.

Após o homicídio, conforme o MPE, os homens levaram o corpo da vítima até a vegetação à beira de um córrego e roubaram alguns objetos dela.

Ambos os acusados já tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça.

Os homens haviam sido presos no dia 19 de julho. No dia 21 de junho, dois dias após a morte da travesti, algumas testemunhas haviam sido ouvidas pela Polícia Civil durante as investigações sobre o caso.

O corpo da travesti foi encontrado na tarde do dia 19 de junho com marcas de violência próximo a um córrego no Jardim Campo Belo, em Presidente Prudente.

A Polícia Civil tratou o caso como homicídio qualificado.

O local onde o corpo foi encontrado é conhecido como um ponto de prostituição de travestis, segundo a polícia.

Os policiais militares foram acionados para o atendimento da ocorrência e quando chegaram ao local depararam-se com a vítima seminua e com vários ferimentos na cabeça, no pescoço e no peito.

De acordo com as informações do Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia Participativa, a aparência era de que as lesões haviam sido causadas por um objeto pontiagudo.

A Polícia Científica foi acionada para periciar o local e a Polícia Civil também esteve na área para dar início às investigações sobre o caso.

Ainda no local, os policiais tiveram contato com algumas pessoas que conheciam a vítima, mas não souberam informar o que de fato havia acontecido, tampouco os dados de qualificação civil da travesti.

Segundo o Boletim de Ocorrência, essas pessoas apenas relataram aos policiais o primeiro nome da travesti e que ela tinha vindo do Estado de Santa Catarina para Presidente Prudente.

A Polícia Civil também requisitou exame necroscópico sobre o corpo da vítima.


FACEBOOK

Contato Ouvinte:
(18) 3822-1218
(18) 99668-9200 (Whatsapp)
liberalfm@liberalfm.com.br

Contato Comercial:
(18) 3821-4340
luisjacon@liberalfm.com.br
luisjacon@hotmail.com

Onde Estamos:
Rua Monte Castelo, 941 – Centro,
Dracena – SP, CEP: 17900-000.

BAIXE NOSSO APP

MÍDIAS SOCIAIS

Liberal FM - Todos os Direitos Reservados.