AO VIVO
Auto Programação
Liberal FM

FONE LIBERAL

WHATSAPP LIBERAL

BAIXE NOSSO APP

MÍDIAS SOCIAIS

O psicopata no relacionamento amoroso | psicoblog


Frios, egocêntricos, mentirosos, manipuladores, calculistas. Quando o assunto é psicopatia a lista de adjetivos é extensa. Sendo assim, é difícil imaginar que uma pessoa com essas características seja capaz de se envolver afetivamente com outra pessoa.

Psicopatas não medem esforços para atingirem seus objetivos. Seja no ambiente social ou de trabalho, usa o outro para satisfazer os próprios desejos, como poder, status ou dinheiro, sem o menor sentimento de culpa, pois têm seus próprios sistemas de valores e, portanto, não consideram que há algo de errado em seu comportamento.

No relacionamento amoroso, uma vez que são incapazes de sentir empatia ou compaixão, não conseguem estabelecer vínculo emocional. Porém, para atrair o outro, realiza um jogo de sedução por meio de encenações e muita lábia. Inventam histórias com o intuito de evocar admiração ou pena. Tais dissimulações são praticadas de uma maneira tão envolvente que é difícil alguém perceber suas reais intenções. E caso uma mentira seja descoberta, relatam calmamente outra versão, sem o mínimo de remorso. Tudo para seu próprio benefício. As vítimas tem como perfil carência afetiva, ingenuidade, generosidade e estão sempre dispostas a perdoar.

No início do relacionamento, como forma de ganhar a confiança, mostram-se parceiros perfeitos, sendo comum manifestações de carinho através de gentilezas extremas, presentes, além de atração sexual intensa, levando a vítima a pensar que encontrou a sua alma gêmea.

A partir do momento que a vítima mostra-se muito envolvida emocionalmente, o psicopata passa a controlar suas ações e decisões, inclusive limitando a convivência dela com familiares e amigos, tornando a relação abusiva. A esta altura, totalmente dependente e fragilizada, a vítima considera que aquilo tudo, no fundo, é uma forma de cuidado com ela. E, uma vez que o psicopata é um exímio manipulador, quando a vítima reage, é apontada como desequilibrada, fazendo-a duvidar da sua própria sanidade mental, sentindo-se mais culpada.

Assim que atingem seus objetivos, descartam a vítima e passam para outro relacionamento, sem qualquer constrangimento. Pessoas com este transtorno apresentam um comportamento de indiferença em relação ao outro. A ausência de remorso e moralidade são traços marcantes, já que são frios em sua essência. Por isso, é comum terem vários casos amorosos ao mesmo tempo já que o sexo para eles é uma forma de poder e controle.

Como mentir é uma das grandes habilidades do psicopata, é preciso estar atento para não cair neste jogo quando esbarrar com um deles por aí. E, por serem muito charmosos e sociáveis, não é tão simples identificar de imediato que se trata de um psicopata. Por isso, antes de mergulhar de cabeça num relacionamento, é bom ficar com um pé atrás e observar o que está por trás daquela pessoa que surge com tantas qualidades. Afinal, príncipe encantado só existe nos contos de fada.

Créditos: Joselene L. Alvim- psicóloga



Fonte: G1

FACEBOOK

Contato Ouvinte:
(18) 3822-1218
(18) 99668-9200 (Whatsapp)
liberalfm@liberalfm.com.br

Contato Comercial:
(18) 3821-4340
luisjacon@liberalfm.com.br
luisjacon@hotmail.com

Onde Estamos:
Rua Monte Castelo, 941 – Centro,
Dracena – SP, CEP: 17900-000.

BAIXE NOSSO APP

MÍDIAS SOCIAIS

Liberal FM - Todos os Direitos Reservados.