AO VIVO
Auto Programação
Liberal FM

FONE LIBERAL

WHATSAPP LIBERAL

BAIXE NOSSO APP

MÍDIAS SOCIAIS

Polícia Gaúcha investiga a morte suspeita de casal de idosos que morou em Adamantina

Marcos Maia

Da Redação

A Polícia de Canoas, no Rio Grande do Sul, investiga a morte do casal de idosos, Virginio Fernandes

de Carvalho, ele de 86 anos e sua esposa Genaide da Silva Carvalho, de 83, (foto) que foram encontrados mortos no quintal da residência, na quarta-feira, 26, a noite.

O casal se mudou de Adamantina há cerca de um mês para Canoas, localizada na região Metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul onde estavam morando com um dos filhos.

De acordo com o site Siga Mais de Adamantina, o casal residiu em Adamantina próximo ao estádio Municipal e Virginio era aposentado e trabalhou como funcionário público municipal na função de pintor.

Segundo a polícia, o filho do casal foi quem acionou a Brigada Militar pelo 190 alegando que chegou na casa dele após trabalhar e encontrou os corpos dos pais no quintal da residência que ficaram dormindo quando saiu. Consta na noticia divulgada pelo Siga Mais que o Samu que compareceu no local não atestou a morte natural dos idosos.

A Delegacia de Homicídios de Proteção á Pessoa (DHPP) de Canoas, RS, está investigando o caso em que os corpos do casal de idosos que foram encontrados mortos sem marcas de violência, não revelando vestígios de que foi um eventual latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

O delegado de Canoas, Roberto Peternelli Neto, disse ao Siga Mais de Adamantina, que a perícia não apontou visualmente as causas das mortes e vai depender de laudo final que pode dar essa resposta.

Segundo o delegado, no dia que o casal foi encontrado morto um temporal atingiu a cidade de Canoas e que isso pode ter relação o que aconteceu com os idosos, e é uma das hipóteses que está sendo analisada, pois um exame visual identificou uma lesão na altura do joelho da idosa, projetada para fora da pele, algo semelhante a marcas de dissipação de uma provável descarga elétrica, aparentando uma queimadura, mas a polícia vai aguardar o resultado final do laudo da perícia que deve estar concluído entre 30 a 60 dias.

Além do laudo a polícia pretende ouvir o filho do casal e eventuais testemunhas, e após isso o DHPP pretende encerrar as investigações.

FACEBOOK

Contato Ouvinte:
(18) 3822-1218
(18) 99668-9200 (Whatsapp)
liberalfm@liberalfm.com.br

Contato Comercial:
(18) 3821-4340
luisjacon@liberalfm.com.br
luisjacon@hotmail.com

Onde Estamos:
Rua Monte Castelo, 941 – Centro,
Dracena – SP, CEP: 17900-000.

BAIXE NOSSO APP

MÍDIAS SOCIAIS

Liberal FM - Todos os Direitos Reservados.